Novidades

Aqui você encontrará dicas de saúde, bem estar, prevenção além de novidades e informação!

14
Set
2017
Bem estar

Aquecer, esticar, puxar...

Alongar-se antes de depois dos exercícios costuma ser uma recomendação comum, dada por profissionais nas academias, logo no primeiro dia de malhação. A orientação, embora seja necessária e correta, não deve ser limitada ao treino, principalmente no inverno.

Para quem não é atleta, o alongamento deve ser incorporado ao longo do dia e repetido sempre que possível, pois a musculatura de quem trabalha muito tempo sentado, principalmente em frente ao computador, tende a encurtar. O alongamento feito apenas no pré-treino além de não esticar o grupo muscular, se mal feito, aumenta as chances de lesão.

As pessoas precisam incorporar a prática ao dia-a-dia, não apenas antes ou após de praticar uma atividade física. É um risco jogar a responsabilidade do alongamento apenas para o treino. Se ele for feito repetidas vezes, a musculatura se solta aos poucos e na hora do exercício já estará preparada. Trata-se de uma educação postural.

No frio, os vasos ficam menos dilatados e a musculatura mais retraída. O corpo demora mais tempo para esquentar. O aquecimento, somado ao alongamento constante, ajuda a prevenir possíveis fraturas e estiramentos.

Alongar o corpo não requer prática e nem habilidade. É preciso apenas cuidado e limites, pois a técnica não pode provocar nenhum tipo de dor. Manter-se aquecido no inverno não blinda o organismo apenas contra as doenças respiratórias. É fundamental para evitar dores nas juntas, cãibras e encurtamento muscular. Os tendões e músculos têm um conteúdo elástico importante, quando aquecidos possuem mais flexibilidade e ficam menos suscetíveis a rupturas.

Com o passar da idade essa necessidade se torna ainda maior pois ocorre a perda de flexibilidade. As pessoas ficam mais vulneráveis a dor, distúrbios biomecânicos, alterações posturais e retrações.

 

Cãimbras e frio

 

A escolha das roupas, tanto no dia-a-dia, quanto para praticar uma atividade física, no inverno, não tem apenas uma função estética. Estar aquecido é sinônimo de proteção, pois o corpo precisa do calor, principalmente para malhar.

As cãibras, embora sejam provocadas por diversos fatores, alguns ainda não desvendados, são mais frequentes no frio. Falta de potássio e diversos fatores associados provocam cãibras. Ocorre um encurtamento muscular quando o corpo não está preparado para o tipo de movimento realizado e o frio pode causar e acentuar esse problema. Por isso é importante manter o corpo sempre aquecido para soltar a musculatura.

 

Fonte: http://saude.ig.com.br/

Compartilhar:

Rua Rudy Bayer, 177 - Centro - Tijucas/SC

Telefone: (48) 3641-1800 ou (48) 98451-9608

E-mail: cbm@cbm-sc.com.br

Siga-nos

Responsável Técnico

Dr. Rogério de Souza
CRM: 2618/SC

© 2017 CBM - Todos os direitos reservados - Desenvolvido por Ydeal Tecnologia
Top